Inception: a fase mais importante de um projeto

Você sabe ou já ouviu falar sobre Inception em algum momento da sua vida? Lean Inception faz parte de um método criado para suprir a necessidade de empresas de software e outros produtos digitais apresentarem soluções mais ágeis e de valor contínuo para se manter mais competitivas.

Corresponde à segunda fase de um projeto, sendo posterior ao kick-off (pontapé inicial) e é considerada uma das mais importantes pois é nesta fase que o escopo será refinado e os objetivos e valores do cliente serão expostos.

Para entender a importância desta, que corresponde a uma das primeiras fases de um projeto, é necessário entender o que é esse método e como ele colabora com as demais outras etapas.

O que é Lean Inception?

O método Lean Inception foi criado por Paulo Caroli que enxergou um novo nicho no MVP, sigla de (Minimum Viable Product) ou Mínimo Produto Viável, para construir uma nova metodologia, mais colaborativa, ágil e eficaz das demais.

O MVP trata-se de um esboço ou uma versão mais simples do produto que irá ser aprimorado à medida que o projeto for caminhando. Ou seja, no MVP é determinada as características e valores básicos e prioritários para a funcionalidade do produto, ele foca no mínimo para verificar se o direcionamento está correto. Desta forma, tanto os desenvolvedores quanto as outras pessoas envolvidas no projeto, conseguem compreender boa parte dos detalhes da solução a ser desenvolvida. A diferença ocorre, que em outros métodos mais tradicionais, é exigido um tempo maior para a criação de um protótipo de qualquer produto, e o objetivo do MVP é somente a validação do primeiro passo, do produto mínimo, bem menos elaborado do que a versão final. Isso poupa tempo, dinheiro e esforço construindo algo que não vai atender suas expectativas.

Podemos, então, dizer que a metodologia de Lean Inception é um método de criação de produtos de forma colaborativa, no qual o foco principal é obter o MVP, enxugando todo o processo.

Como funciona?

O lean Inception consiste em uma série de atividades, normalmente agendadas de acordo com a complexidade ou necessidade do produto. A duração ideal pode variar de 1 a 5 dias.

O processo é colaborativo, para que se obtenha sucesso é necessário reunir as pessoas que de alguma forma irão fazer parte do desenvolvimento das soluções, isso engloba os desenvolvedores, diretores, usuários finais, stakeholders entre outras interessadas no produto final.

No decorrer da reunião de Inception são levantadas uma série de dificuldades que a solução deve atender, bem como, o que deve ser priorizado durante as sprints.

Inception na upFlow.me

A cada novo projeto é feita a Inception juntamente com todos os interessados, desde os product owners, stakeholders, usuários finais e os desenvolvedores da solução.

Na upFlow.me tentamos ao máximo extrair valor de forma rápida, portanto, duram aproximadamente de um a dois dias, mas isso pode variar de acordo com a solução e disponibilidade dos envolvidos, para isso há uma agenda que adotamos com toda a metodologia que irá ser abordada com os horários e as ferramentas utilizadas.

Veja passo a passo as ferramentas que utilizamos para fazer a Inception clicando aqui.

Ao final da reunião é bem provável que o time tenha uma boa noção de como construir a solução a partir das informações extraídas durante o dia. Isso só ocorre, porque a Inception é uma atividade de imersão valiosa para o engajamento de todo o squad designado para o novo projeto. É nessa fase que a maioria das dúvidas são sanadas para construção do MVP que posteriormente será aprimorado.

A propósito, você sabe como evitar que seus projetos de software virem uma bomba relógio?

Leave a Reply