Como aplicar os princípios do Design Thinking na sua empresa?

By 20/01/2021 No Comments

Hoje em dia é quase impossível falar em inovação sem pensar em design thinking. Por isso, muitos empreendedores e empresas vêm buscando aprofundar conhecimentos nesta abordagem, por ser eficaz para solucionar problemas e proporcionar uma melhor experiência aos stakeholders.

Porém, antes de respondermos sobre como funciona esse processo é preciso entender primeiramente quais princípios sustentam o desing thinking. O termo vem sendo utilizado em diversos contextos, mas pode-se dizer que, deixou de ser algo relacionado especificamente ao produto para abranger o projeto da consecução da ideia até a entrega/funcionalidade do produto e a experiências das pessoas.

Quando vamos iniciar um projeto, buscamos inovar e/ou criar soluções para algum problema, e esse é um dos principais objetivos dessa abordagem. Mas, o que diferencia ela dos demais estilos de se planejar e criar está justamente no decorrer do processo.

Conheça os princípios do design thinking

O desing thinking preza pela criação coletiva, os processos envolvem todos os interessados, é uma construção colaborativa focada na experiência. Ele também considera que, nenhuma ideia é ruim e por isso é muito importante que todas se sintam a vontade para expor todos os insights relacionado ao projeto.

Aabordagem é humanizada, pois, busca compreender a necessidade e o sentimento dos envolvidos, isso inclui não somente os clientes, mas também a equipe e qualquer outra pessoa que esteja direta ou indiretamente ligada ao projeto.

A partir do momento que os stakeholders elegem a ideia mais interessante é preciso criar protótipos, sem medo de testar as possibilidades. A cada novo experimento trazer aprimoramento, o que nos leva a um princípio muito importante, o erro. Se arriscar e estar apto para investir no que deu certo e aprender com o que deu errado é a alma dessa abordagem, só assim o trabalho se aprimora.

Leia também: “Estruturando organizações Ágeis: O que há de novo no RH?”

Como transformar os princípios em ações efetivas na minha empresa?

Defina a pergunta chave para o problema a ser solucionado, assim, a partir disso, os próximos passos poderão ser dados. Lembrando que é uma construção coletiva e as expectativas entre as pessoas devem sempre se manter alinhadas.

Para isso, as reuniões de brainstorm são sempre um bom momento para reunir a equipe e discutir soluções e possibilidades de forma criativa. Todos estando juntos e cientes do problema a ser resolvido, pode ser uma boa ideia criar um espaço (quadro online, post it, murais) onde possam no decorrer do encontro colocar ideias e pensamentos relacionados ao projeto.

Dica: os gestores podem optar por criar condições e perguntas norteadoras que coloquem os stakeholders para pensar criativamente, de outra perspectiva. Ex.: “Como uma criança faria essa ou aquela coisa?”, “E se o orçamento fosse o triplo do que é, o que você faria?”.

A valorização das pessoas é um dos pontos chave no design thinking, então pode ser pensado, como fator motivacional, a recompensação das pessoas mais engajadas e ou que deram ideias extraordinárias. É sempre legal pensar metodologias para fazer com que elas participem ativamente em todos os processos.

Antes mesmo de dar início ao projeto em si, é preciso também estar conectado e engajado com os consumidores da solução. Design thinking diz muito sobre a observação a atenção as pessoas. Isso inclui os consumidores, as pessoas que no final das contas vão ser as principais impactadas com o que será desenvolvido.

Nesse processo o consumidor pode fazer parte da identificação da pergunta chave e na fase de prototipagem. Ao testar, os desenvolvedores e gestores devem estar atentos a qualquer manifestação verbal ou não verbal do indivíduo. Isso é uma das informações mais valiosas que vão ajudar no aprimoramento do produto.

Por fim, mas não menos importante, manter a motivação diante das falhas. Esse é um trabalho emocional e cultural. É muito importante que desenvolvedores estejam preparados e alinhados a esse estilo de trabalho para evitar sentimentos de decepção, mas sim, que seja despertada a curiosidade e vontade de desvendar o que pode estar por trás do que deu errado.

Então, vamos ao resumo:

Os princípios são a construção colaborativa, empatia, criatividade, prototipagem, lidar bem com os erros e aprimoramento. Criar ações em cima desses destaques é essencial para implantação do design thinking na sua empresa.

Se você se interessa por esse assunto, vai se interessar também nos conteúdos das nossas redes sociais. Todas as semanas fazemos postagens exclusivas que podem acelerar os seus projetos e empreendimentos. Se tiver alguma dúvida, pode entrar em contato com a gente.

Leave a Reply